Rei Capitão Soldado Ladrão

from by Sopas de Chavalo Cansado

/

lyrics

Há um barco que dispara
Na banheira do-leva o vento
Vejo vinte mil turcos que me esperam
Nos vales da sala de estar

Tenho uma espada de pau e uma vassoura
Que monto para a batalha
Rezo de olhos fechados a lei marcial
Dos cavaleiros da cruz

Há um doido que é rei
Preparado para gritar
Vejo um galo de luta vestido
Para matar com amor

Tenho saudade no coldre de plástico
Seguro com cordel
Rezo lágrimas da terra da luz
Terra do santo que chora

Muito caminhei ao vento
Sozinho como um velho

Sinto a morte sem rosto
Que me ilude ao espelho

Há um destino sangue beato
No império português

Vejo no regaço da rainha pães e lego
Iluminura céu sem chão

Muito me perdi no sonho
Herói como um garoto

Sinto na alma a luz
Acordo e estou morto

Muito caminhei ao vento
Sozinho como um velho

Sinto a morte sem rosto
Que me ilude ao espelho

credits

from Produto Eterno Bruto, released June 21, 2015

tags

tags: rock Almada

license

all rights reserved

about

Sopas de Chavalo Cansado Almada, Portugal

Bruno Figueiredo - Voz
Cláudio Campos - Baixo
Daniel Torgal - Bateria
Duarte Ribeiro - Guitarra

contact / help

Contact Sopas de Chavalo Cansado

Streaming and
Download help